Encontro sobre abuso sexual vai promover uma cultura de mudança, diz cardeal

Cardeal Blase Cupich afirma que encontro organizado pelo Papa será o começo de uma mudança mundial para proteger as crianças

Da redação, com Vatican News

O Cardeal Blase Cupich em um encontro com o Papa Francisco / Foto: Vatican Media

O cardeal estadunidense Blase Cupich, que atua em Chicago, nos Estados Unidos, concedeu uma entrevista ao site Crux, serviço on-line de notícias católicas, e descreveu o encontro organizado pelo Papa Francisco, que acontecerá no Vaticano em fevereiro de 2019, como o começo de uma reforma mundial que trará uma mudanças na cultura da Igreja com relação à proteção das crianças.

O cardeal Blase Cupich integra o comitê que organizará a reunião dos Presidentes das Conferências Episcopais, em fevereiro do ano que vem, que será focado na proteção das crianças na Igreja. Na entrevista concedida, o Cardeal afirma que o Comitê está comprometido “a alcançar específicos resultados para refletir as ideias do Papa Francisco”. O religioso também enfatiza o papel consultivo “de clérigos, homens e mulheres leigos, que têm demonstrado experiência e conhecimento” com relação a abusos.

Um encontro global para uma Igreja global

Na opinião do Cardeal Blase, neste encontro de fevereiro, o Papa Francisco espera “o envolvimento de toda a Igreja em assegurar a proteção das crianças em todo o mundo contra o abuso sexual clerical”.

O Santo Padre entente que se trata de um assunto global, afirma o Cardeal. “E ele quer reforçar nosso comprometimento como Igreja para estabelecer medidas responsivas, responsabilidade e transparência.”

Ao convocar todos os presidentes das Conferências Episcopais de todo o mundo, o Papa está buscando “uma compreensão abrangente das falhas do passado, bem como das soluções globais que estão avançando”, explica o cardeal.

Uma mudança de cultura

O cardeal Cupich diz estar ciente das altas expectativas de resultados positivos e concretos da reunião de fevereiro. Mas ele acrescenta que, para abordar completamente a questão do abuso sexual, é necessária uma transformação mais profunda.

O Papa Francisco está chamando para “uma mudança de cultura”, continua o Cardeal. Isto é, “uma reforma em como nos aproximamos do ministério. Pois, além de ser um crime, o abuso sexual de menores por clérigos é uma corrupção de nosso ministério. É por isso que essa reunião deve ser entendida como parte de um compromisso de longo prazo com a reforma, percebendo que uma reunião não resolverá todas as questões ”, disse ele.

Uma reforma mundial

O cardeal Cupich conclui descrevendo a reunião de fevereiro no Vaticano como “o início de um processo”. “O início de uma reforma mundial que precisará estar em andamento e envolverá um processo de iniciativas em níveis regionais, nacionais e diocesanos”, finalizou.

O post Encontro sobre abuso sexual vai promover uma cultura de mudança, diz cardeal apareceu primeiro em Notícias.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta