Em vídeo, o Papa pede solidariedade e compromisso na vida cotidiana

“Esta iniciativa promove uma causa que carrego no meu coração”: assim o Papa, em uma mensagem em vídeo, define o Simpósio internacional “Laudato si’. O cuidado da Casa Comum, uma conversão necessária à ecologia humana”, em andamento em San José, na Costa Rica. O evento é promovido pela Universidade Católica da Costa Rica, em colaboração com a Fundação Ratzinger. Assista ao vídeo aqui.

“Saúdo todos vocês que participam deste Simpósio organizado pela Universidade Católica de Costa Rica com a colaboração da Fundação Ratzinger. Agradeço ao Presidente da República pelo apoio dado a esta iniciativa, que promove uma causa que eu carrego no meu coração.

Com a Encíclica Laudato si eu pedi a atenção da humanidade e da Igreja para as questões mais urgentes relacionadas ao cuidado da nossa casa comum e ao presente e futuro dos povos que a habitam. Os problemas da destruição do ambiente natural são cada vez mais graves e as consequências para a vida das pessoas são dramáticas.

Para enfrentá-las, precisamos ter uma visão ampla das causas, da natureza da crise e de seus vários aspectos. Não nos é lícito diante dessa problemática mundial qualquer atitude negacionista. É essencial a colaboração de cientistas, sociólogos, economistas e políticos, bem como de educadores e formadores de consciência, porque sem uma verdadeira conversão de nossas atitudes e de nossos comportamentos cotidianos, as soluções técnicas não conseguirão salvar a nossa Casa Comum.

Como bem disse o Papa Bento XVI, é necessária uma ‘ecologia humana’, que coloque no centro o desenvolvimento integral da pessoa e faça um chamado à sua responsabilidade pelo bem comum, pelo respeito e o cuidado com as criaturas que Deus nos confiou.

Desejo de todo coração que este Simpósio dê um forte impulso à colaboração das Universidades Católicas – particularmente na América Latina e no Caribe – ao estudo dos problemas, do desenvolvimento da situação e das possíveis soluções; e também para sugerir propostas concretas, a fim de despertar uma maior responsabilidade no cuidado da Casa Comum, não só nas pessoas individuais, mas também nas comunidades políticas, sociais, eclesiais e, finalmente nas famílias.

São necessárias a solidariedade e o compromisso de todos. A Encíclica Laudato si é um chamado a todos e a cada um. É necessária a colaboração de todos, a fim de acolher a mensagem da Laudato si e traduzi-la para a vida concreta, para o bem e o futuro da família humana.

Obrigado pelo seu trabalho. Que Deus os abençoe.”

Por Rádio Vaticano

Comentários

comentários