100 anos da Congregação para as Igrejas Orientais reúne Patriarcas com o Papa

“100 anos da Congregação para as Igrejas Orientais e 25 do Código dos Cânones das Igrejas Orientais” é o tema da sessão plenária deste dicastério vaticano que teve início ontem e se estenderá até o dia 12, reunindo no Palácio Apostólico, no Vaticano, Patriarcas, Arcebispos Maiores, Metropolitas sui iuris, 17 Cardeais, além de arcebispos e bispos membros do dicastério.

Territórios de origem e diáspora

A vida das Igrejas Orientais Católicas se desenvolve sobretudo nos respectivos territórios de origem: Síria, Iraque, Egito, Turquia, Líbano, Jordânia, Ucrânia, Armênia, Etiópia, Eritreia. Países cuja realidade remete à provações e sofrimentos para estas comunidades, provocadas por guerras e violências, mas também pelo desafio da pobreza, da carestia e dos fenômenos migratórios.

Por outro lado, os territórios de antiga ou recente emigração, conhecida como “diáspora”,  apresentam o problema da acolhida, da adequada assistência pastoral, no preservar seu precioso patrimônio teológico, litúrgico, espiritual e disciplinar que os filhos e filhas do Oriente Católico levam consigo.

Temas da plenária

O caminho percorrido pela Congregação para as Igrejas Orientais ao longo destes cem anos, com a aquisição da consciência no seio da Igreja Católica de uma identidade “unida e plural será o fio condutor das reflexões destes dias.

Mas em particular, se falará também sobre o discernimento que leva à eleição dos candidatos ao episcopado, a gestão dos bens temporais, as novas figuras jurídicas para o cuidado pastoral dos fiéis, a missão ecumênica das Igrejas Orientais Católicas, a identidade dos presbíteros e os trabalhos da Comissão Litúrgica retomados pelo Papa Francisco em setembro de 2015.

Encontro reservado do Papa com Patriarcas

Esta segunda-feira, às 12 horas, o Santo Padre renovou o amável gesto de um encontro reservado  com os Patriarcas e Arcebispos Maiores, como já o havia feito em novembro de 2013, no sulco de seus predecessores. Um momento de escuta e partilha, no estilo que caracterizou as recentes visitas ad Limina.

Audiência Geral

Na quarta-feira, dia 11, os membros da Plenária e os Oficiais sacerdotes e leigos do dicastério participarão da Audiência Geral na Praça São Pedro.

Papa na comemoração conjunta com Pontifício Instituto Oriental

Na quinta-feira haverá por sua vez uma solene comemoração conjunta do centenário da Congregação para as Igrejas Orientais e do Pontifício Instituto Oriental (PIO).

O programa prevê um primeiro momento reservado, com a visita do Santo Padre ao Pontifício Instituto Oriental, onde será acolhido pelos Superiores do Dicastério, pelos Patriarcas, Superiores Maiores e Metropolitas sui iuris, pelo Prepósito Geral da Companhia de Jesus, pelo Padre Delegado para as Casas em Roma, pelo Reitor, docentes, estudantes, funcionários e benfeitores do PIO.

O Santo Padre seguirá depois com um grupo mais restrito até o pátio, onde abençoará uma árvore plantada por ocasião do centenário.

Após dirige-se à Aula Magna onde saudará os benfeitores do PIO e o pessoal não docente, após ter entregue ao Grande Chanceler a Carta Apostólica enviada por ocasião da comemoração centenária. O Papa inaugurará a pintura doada pelo artista Paul Mullay e então encontrará de forma reservada a comunidade dos jesuítas do PIO.

Celebração com o Papa na Basílica Santa Maria Maior

A seguir, por volta das 10h15, a Solene Celebração Eucarística do centenário na Basílica papal de Santa Maria Maior.

A animação litúrgica e os cantos estarão aos cuidados dos Colégios Orientais da cidade de Roma, sob a coordenação do Ofício de Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice e com a colaboração da Capela Musical Pontifícia. Os eventos da parte da manhã serão transmitidos pelo Centro Televisivo Vaticano.

Terminada a celebração litúrgica, o Santo Padre retorna ao Vaticano, enquanto no Pontifício Instituto Oriental será feita a leitura da Carta Pontifícia e será declarado aberto o Ano Acadêmico.

Emissão filatélica comemorativa

Por ocasião do Centenário da Congregação, o Departamento Filatélico e Numismático do Estado da Cidade do Vaticano emitiu um selo comemorativo.

O dicastério, por sua vez, vai publicar um Anuário em edição especial, que será distribuído aos membros da plenária, que também receberão a edição digital da nova edição da importante obra “O Oriente Católico”, que será publicado em novembro.

Por Rádio Vaticano

Comentários

comentários