Investidura de dezesseis novos coroinhas

No dia sete de Setembro de 2017, dia da memória de São Tarcísio, padroeiro dos Coroinhas, nossa Paróquia recebeu dezesseis novos coroinhas. A Santa Missa foi realizada na Capela do Sagrado Coração de Jesus, em Joaquim de Oliveira. Também foram renovadas as confirmações dos atuais coroinhas.

Os recém investidos Coroinhas

O rito teve início às 14 horas com a Santa Missa presidida pelo nosso pároco, Padre Sérgio Luis. Durante a homilia o padre lembrava aos coroinhas que ali estavam a importância do serviço dos coroinhas no altar.

Após a bênção final, todos se reuniram para uma confraternização.

O que é ser um coroinha? (Fonte)

Desde uma tenra idade estes adolescentes são convidados a doar tempo da sua vida em testemunhar Jesus Cristo e viver em intimidade com Ele no serviço ao altar, nas celebrações eucarísticas. São convidados a dar testemunho da sua missão também na família, na escola, no grupo de catequese e assim por diante.

Ser coroinha é algo muito importante, pois se presta um serviço à Igreja, ao sacerdote e, principalmente, a Deus. O coroinha ou a coroinha ajudam o padre a celebrar a missa e outras cerimônias da igreja, em toda a sua liturgia. O acólito tem a seu cargo todas as tarefas da missa, que embora podendo ser realizadas pelo celebrante ou por até um ministro, desde que esse esteja devidamente preparado.

As tarefas de um acólito podem ir desde a correta preparação do altar, ao correto manuseamento do missal romano, todo o trabalho a realizar na credência, recepção das oferendas, etc. e também – em celebrações mais solenes – o manuseamento do turíbulo, o transporte da Cruz, das velas e do Evangelho ou todas as demais tarefas que ‘aparecem ocasionalmente’ devido o tempo Litúrgico que se vive.

>> As fotos já estão disponíveis em nosso Flickr <<

Por Fellipe Soares
Fotos: Paula Morais e Fellipe Soares

Comentários

comentários