Como funciona a canonização de um santo?

O Papa Francisco realizou no dia 13 de Maio de 2017 a cerimônia de canonização dois irmãos Francisco e Jacinta Marto no Santuário de Fátima, em Portugal.

Mas você sabe como é o processo de canonização?

Em qualquer diocese do mundo pode se iniciar uma causa de canonização. Antigamente só o Papa podia promover uma causa de canonização, mas hoje em dia os bispos têm autoridade para isso. Ele investiga detalhadamente o caso a fim de conhecer a fama de santidade.

Há três etapas ao longo da canonização:

O primeiro processo é o das virtudes ou martírio. O postulador (bispo) deve investigar minuciosamente a vida dos servos de Deus estudando as circunstâncias que envolveram a sua morte para comprovar se houve realmente o martírio (grande tormento sofrido por causa da Fé). Ao terminar esse processo, a pessoa é considerada venerável.

O segundo processo, é o milagre da beatificação, onde, para se tornar Beato é necessário comprovar um milagre ocorrido por sua intercessão, exceto no caso dos Mártires.

O terceiro e último processo é o Milagre para a canonização. Este tem que ter ocorrido após a beatificação. Comprovando este milagre o Beato é canonizado torna-se o novo Santo para ser cultuado universalmente.

Parece complexo, mas não é. O infográfico abaixo também ajuda no entendimento:

Canonização: Parte 1
Canonização: Parte 1
Canonização: Parte 2
Canonização: Parte 2
Canonização: Parte 3
Canonização: Parte 3
Canonização: Parte 4
Canonização: Parte 4

Por Tamires Pereira, PASCOM